O que é o ácido hialurônico?

O Ácido Hialurônico é uma importante e frequentemente ferramenta utilizada em clínicas de estética para amenizar as rugas, olheiras, aumentar os lábios, envolta da boca e muito mais.

Mas o que é o Ácido Hialurônico? O ácido hialurônico (AH) é um polissacarídeo glicosaminoglicano, ou seja, uma molécula de açúcar formada a partir de moléculas menores ligadas em uma cadeia longa e linear.

Essa descrição de composição química do ácido hialurônico é importante para ressaltar que essa molécula é constituinte do nosso organismo, estando presente na matriz extracelular da pele, tecido conectivo e no humor vítreo para exercer as funções de hidratação, lubrificação e estabilização desses meios.

Falando ainda em estrutura química, a molécula de ácido hialurônico tem característica hidrofílica, ou seja, tem capacidade de se ligar a grande quantidade de água. (Já adiantando, para você que fez o preenchimento, fica a dica de aumentar ou melhorar a ingestão de água para contribuir com a durabilidade do preenchedor, ok?!).

Atualmente, os preenchedores dérmicos à base de ácido hialurônico utilizado na estética são sintetizados em laboratório a partir de culturas de bactérias ou de células da pele. São produtos que tem baixa probabilidade de causar alergias, não tóxicos, não carcinogênicos, não teratogênico, estéril e de comprovada eficácia clínica.

 

Qual a diferença entre as marcas de Ácido Hialurônico existentes no mercado?

As principais diferenças entre as marcas de preenchedores de ácido hialurônico disponíveis no mercado são: a pureza da matéria-prima, o processo de fabricação/obtenção do ácido, a concentração, a presença e o grau de reticulação, a capacidade de volumização, a resistência à degradação.

A reticulação (crosslink) do ácido hialurônico está relacionada com a quantidade de ligações químicas existentes entre as moléculas do ácido, fato este que aumentam a durabilidade do produto após injetado no local de tratamento.

Ácido hialurônico sem essas ligações entre suas moléculas, tem efeito somente de hidratação, sendo então utilizado puro ou juntamente com vitaminas e minerais na técnica de skin booster (hidratação injetável). (Farei um post somente sobre isso, ok?!).

Ainda, vale ressaltar que existem ácidos hialurônico reticulados mono e bifásicos. Como curiosidade, os monofásicos são moléculas de AH misturadas de forma homogênea, em que a mistura e a reticulação podem ocorrer em mesma etapa de produção (quando são monodensificados) ou quando a mistura das moléculas de AH é realizada primeiramente e depois são reticuladas (polidensificados). Já os bifásicos são heterogêneos, pois possuem AH reticulado misturadas em um meio com AH não reticulado, para lubrificação.

Tais características devem ser consideradas pelo profissional antes da seleção da marca para realização do preenchimento com ácido hialurônico, em acordo também com a região em que será aplicado.

 

Como é escolhido o Ácido Hialurônico?

Durante a aplicação, a maneira com que o AH flui pela agulha e a capacidade de resistir a deformação enquanto é injetado são relevantes para determinar a sua resistência aos movimentos da musculatura facial, quando aplicado com a finalidade estética em rugas e sulcos.

Essas características e parâmetros são influenciados pelo grau de reticulação e concentração, sendo que preenchedores com maior grau de reticulação e com maior concentração, são considerados mais duradouros. No caso de preenchimento, concentrações iguais ou superiores a 20mg/mL são consideradas ideais.

A seleção do produto pelo profissional que realizará a técnica deve levar em consideração principalmente a profundidade do sulco, ou da ruga, a existência de outro preenchimento no local e as condições de hidratação da pele.

De modo geral, quanto maior a reticulação, maior cross link do preenchedor, ele será utilizado para sulcos mais profundos, já aqueles de menor concentração, são utilizados para preenchimento e volumização de regiões mais delicadas como lábios e olheiras.

 

Qual a duração do preenchimento com ácido hialurônico?

O motivo pelo qual o preenchimento não dura para sempre após sua aplicação é porque os sulcos da nossa face são evidenciados à medida que envelhecemos e, nesse processo há grande perda de gordura facial e massa óssea.

O ácido hialurônico repõe o volume perdido mas, como não se trata de gordura, ele acaba sendo degradado e absorvido pelo nosso organismo de uma forma mais rápida.

Com o ácido hialurônico é um componente que temos em nosso corpo naturalmente, também temos a enzima responsável por sua degradação, a hialuronidase endógena.

Por esse motivo que a duração estimada de um preenchimento com ácido hialurônico varia de 6 a 12 meses, sendo lentamente reabsorvido.

 

Quais locais de aplicação do ácido hialurônico com finalidade estética?

Os principais locais de preenchimento com ácido hialurônico são: ptose de sobrancelha (sobrancelha caída), rugas periorbitais (envolta dos olhos), pálpebra inferior (olheira) linha nasojulgal, cicatrizes, afundamento do malar, afundamento das bochechas, rinomodelação, pregas nasolabiais (envolta da boca), aumento dos lábios, sulco nasogeniano (bigode chinês), elevação dos cantos da boca, contorno facial, malar, ângulo da mandíbula, mento, sulco labiomentoniano, dorso das mãos.

Embora as indicações para preenchimento sejam essas citadas acima, atualmente uma nova era no tratamento de rugas e sulcos teve inicio com a introdução de técnicas de lifting facial não cirúrgico, com a combinação de aplicação de ácido hialurônico em pontos específicos da face que possibilitam o tratamento do problema (queda devido a perda de volume) e não somente da causa (formação do sulco ou ruga em si).

No atual desenho de tratamentos estéticos com preenchedores dérmicos, muito se evidencia o conceito de harmonização facial, pensando na face de modo tridimensional e não apenas nas rugas e sulcos. (Farei também um post somente sobre isso, ok?!).

O ácido hialurônico é aplicado em três profundidades a depender da região a ser tratada, sendo na epiderme (para hidratação), derme (junção derme-epiderme) (para preenchimento e volume) e supraperiostal (para lifting e definição de contorno facial).

A aplicação pode ser realizada com cânulas ou agulhas e sob anestesia tópica, caso necessário.

 

Quais contraindicações e efeitos colaterais e complicações do procedimento com ácido hialurônico?

Algumas contraindicações para o preenchimento com ácido hialurônico são gravidez, inflamação na região de tratamento, hipersensibilidade aos componentes, distúrbio de comportamento neuropsicológico, distúrbio de coagulação sanguínea, qualquer doença de base que não esteja controlada, lúpus ou qualquer doença autoimune sistêmica.

Durante a aplicação podem ocorrer alguns efeitos colaterais como equimoses, hematomas, hiperpigmentação ou edema no local da aplicação, nódulos, assimetria, deslocamento ou extrusão do implante, discromia, hipersensibilidade.

Esses eventos geralmente são transitórios e totalmente reversíveis. Também podem ocorrer algumas complicações, mesmo que raras, como necrose cutânea no local das punções, microembolização, coágulos.

 

Quais são os valores médios cobrados pela aplicação de ácido hialurônico?

Como mencionado acima, existem diferentes produtos disponíveis no mercado e que realmente trazem diferenças no efeito final do procedimento. Também diferentes técnicas, além de todo investimento feito em capacitação profissional, nesse sentido, considerando o uso de um bom produto o valor médio do procedimento pode ser cobrado por seringa ou por área. Mais comumente, a seringa de preenchedor tem custo final para o cliente entre 1.300 a 1.800,00, sendo que valores podem ser reajustados de acordo com a quantidade de seringas que serão utilizadas no procedimento.

Também nesse valor está incluso o retorno do paciente para reavaliação pós procedimento e a realização de ajustes, caso necessário.

A escolha do profissional apto para reconhecer uma complicação e trata-la é essencial para realização desse procedimento. A tríade paciente, profissional e produto é que realmente fazem a diferença para que o preenchimento facial tenha um resultado harmônico e natural.

 

Onde realizar o Preenchimento com Ácido Hialurônico?

Se você procura clínica para realizar preenchimento com ácido hialurônico em Brasília, você pode entrar em contato com a Bio Renew Clínica de Estética em Brasília – DF pelos telefones: (61)3340-6151 ou WhastApp: (61)98150-0706

 

Referências consultadas:
http://www.surgicalcosmetic.org.br/detalhe-artigo/318/-Quadralizacao-facial–no-processo-do-envelhecimento

http://www.moreirajr.com.br/revistas.asp?id_materia=4382&fase=imprime

http://www.producao.usp.br/bitstream/handle/BDPI/8763/art_SALLES_Avaliacao_clinica_e_da_espessura_cutanea_um_2011.pdf?sequence=1&isAllowed=y

Brandt FS, Cazzaniga A. Hyaluronic acid gel fillers in the management of facial aging. Clin Interv Aging. 2008;3(1):153-9

Monteiro EO, Parada MOB. Preenchimentos faciais: parte um. RBM – Rev Bras Med (Especial Dermatologia). 2010;67(7):6-14

Costa A., Della Coletta L.C, Talarico A.S, Fidelis M.C, Weimann E.T.S. Rheological characteristics of hyaluronic acidbased dermal fillers before and after flowing through needles. Surgical & Cosmetic Dermatology. 2013. Vol.5 nº1.

Comments

comments

2 comentários em “Preenchimento com Ácido Hialurônico”

    1. Olá Carlos, muito obrigada. Na verdade não dá para garantir. Dependerá muito do produto, marca e também das condições orgânicas individuais. Casos de pessoas que consomem bastante água por exemplo, o preenchimento tende a durar mais. Em casos de muita atividade física, tende a durar menos, enfim. Não há como estimar um tempo exato. Na bula do preenchedores em geral, vem descrito duração de 9 a 12 meses e atualmente temos preenchedores com maiores durabilidade, até dois anos como no caso dos preenchedores de hidroxiapatita de cálcio.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Se você que saber sobre algum outro assunto relacionado a estética, realizar convite para eventos ou palestras entre em contato comigo.

Rolar para cima